"ELEIÇÃO GEDEÔNICA" DA CÂMARA MUNICIPAL DA CAPITAL NÃO PODIA SER REALIZADA POR NÃO CUMPRIR O PRAZO LEGAL

O PTB do vereador Pedro Lucas Fernandes Ribeiro está confundindo a Casa de Manoel Beckman com a casa do tio dele Manoel Ribeiro/ ex-vereador/ presidente por dois mandatos da Câmara Municipal de São Luís(1982/ 1986). O grupo de Pedro Lucas acha que pode fazer eleição na Câmara de Vereadores da Capital do Maranhão como quem muda de camisa.

O PTB de Pedro Lucas Fernandes Ribeiro inconformado com a sábia decisão do desembargador Jorge Figueredo dos Anjos/ suspendendo a "eleição gedeônica" -  não cumpriu exigência do prazo legal/ edital fixado em 10 dias - marcada para domingo(15) entrou nos dois últimos dias com pelo menos 3 ações no Tribunal de Justiça do Maranhão. Perdeu todas por falta de fundamentação legal.

Lucas ficou louco/ colocou em suspeição a decisão do desembargador Jorge Figueredo dos Anjos. Agora vejam o argumento : "vínculo entre o desembargador/ um filiado do PSL.  Dos Anjos desqualificou a frágil/ tola argumentação : "não existem impendimentos que não sejam os formais estabelecidos na relação processual". O argumento também é válido para suspeição.

Vejam os absurdos jurídicos praticados/ pretendidos: "eleição gedônica" sem publicação de edital/ suspeição fora da relação formal/ processual/ a reeleição só é inconstitucional para a Casa de Manoel Beckman dos que não sejam ligados a Manoel Ribeiro/ Pedro Lucas/ Francisco Carvalho/ Pereirinha. Tem muita coisa para mudar na Casa de Manoel Beckman que não é a casa de Manoel Ribeiro.

0 comentários:

 
Tecnologia do Blogger.